O dia que desisti do meu apartamento novo, mas não do blog.

E o meu apê novo?

Hoje vim contar o desfecho dessa história, uma boa parte eu contei aqui no blog à um tempo atrás, você pode ler aqui.

Bom como ficou claro, tive muitos problemas na hora de financiar meu imóvel, primeiro foi o saque do meu FGTS que eu não conseguia fazer, pois o banco criou 2 números de PIS, o que dificultou muito a minha vida, tive que ir 6x até a caixa econômica, até que uma pessoa competente conseguiu transferir as contas para o numero certo de PIS, ou seja, demorou.

A segunda parte, é composta por enrolação da empresa facilitadora do financiamento, que (OMG! e como) dificultou tudo. Minha ficha aprovou super rápido o valor do imóvel, cerca de 3 dias eu já sabia que o financiamento tinha sido aprovado, apenas iam fazer a verificação das dividas em meu nome, e fazer a avaliação do valor da parcela (que tem que ser até 30% do salário), enfim essas burocracias antes de assinar o contrato.

É ai que começa a parte chata, a empresa do correspondente do banco começou a dar prazos para os documentos irem para São Paulo para a avaliação, prazos que eles nunca cumpriam,  e sempre tinham uma desculpa, uma hora era porque o sistema do banco não estava deixando, ou hora era porque ainda não estava pronto, e assim seguiu, longos 5 meses e meio.

No fim, tive que procurar um advogado para fazer as coisas andarem, ele sugeriu fazer uma notificação extra-judicial, e assim foi.

Uma semana depois foi liberado o contrato para a assinatura, mas não contei a parte que meu imóvel ficou com juros altíssimos mais INCC, por ter ficado 5 meses sem pagar né?

Fora que o condomínio, que me disseram ser R$ 180,00 na hora da compra, ficou pela bagatela de R$380,00, que alias, estava atrasado 5 meses, pois a construtora não pagou e não me avisou que eu teria que ir pagando enquanto eu não pegava as chaves.

Ou seja, lá estava eu, com uma parcela de financiamento enorme e 30 anos para pagar, mais juros da construtora no valor de alguns mil reias, e um condomínio com 5 (quase 6) meses de atraso.

Foi aí que tomei a dura decisão de não assinar o financiamento, isso mesmo, desisti da compra do imóvel, e a construtora devolveu o valor já pago.

É uma decisão que acabou comigo, mas acredito que dias melhores virão e se não aconteceu agora, é porque Deus tem um plano maior e é por isso continuarei com o blog, e vou seguir com os posts aqui, sobre decoração, faça você mesmo, e etc e tal, afinal de contas, esse blog veio pra ficar! <3

Veja também outros posts

4 Comentários

  1. que coisa triste!!! Sou tão fã do blog que isso me parte o coração, sabia?? Eu estou no comecinho desse processo, parcelei a entrada do apê, que só fica pronto em 01/16. As coisas que você conta aqui têm me alertado pra vários detalhes que eu nunca tinha imaginado, e que estou de olho desde já. E acredite: se não deu certo agora, é porque tem coisa melhor pela frente. Pensamento positivo pra vocês!!! Beijo!

    1. Sim, eu acredito muito nisso, as coisas que acontecem por motivos bem maiores, eu aprendi muito esse ano sobre compra de imóvel, e com certeza vai ser difícil me enganar agora!
      Não fique triste Thais, vou continuar escrevendo no blog, espero que as coisas aqui continuem ajudando nem que seja um pouquinho a sua vida no futuro apê novo!

      Volte pra contar as novidades!

      Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *