O dia que desisti do meu apartamento novo, mas não do blog.

E o meu apê novo? Hoje vim contar o desfecho dessa história, uma boa parte eu contei aqui no blog à um tempo atrás, você pode ler aqui. Bom como ficou claro, tive muitos problemas na hora de financiar meu imóvel, primeiro foi o saque do meu FGTS que eu não conseguia fazer, pois o banco criou 2 números de PIS, o que dificultou muito a minha vida, tive que ir 6x até a caixa econômica, até que uma pessoa competente conseguiu transferir as contas para o numero certo de PIS, ou seja, demorou. A segunda parte, é composta por enrolação da empresa facilitadora do financiamento, que (OMG! e como) dificultou tudo. Minha ficha aprovou super rápido o valor do imóvel, cerca de 3 dias eu já sabia que o financiamento tinha sido aprovado, apenas iam fazer a verificação das dividas em meu nome, e fazer a avaliação do valor da parcela (que tem que ser até 30% do salário), enfim essas burocracias antes de assinar o contrato. É ai que começa a parte chata, a empresa do correspondente do banco começou a dar prazos para os documentos irem para São Paulo para a avaliação, prazos que eles nunca cumpriam,  e sempre tinham uma desculpa, uma hora era porque o sistema do banco não estava deixando, ou hora era porque ainda não estava pronto, e assim seguiu, longos 5 meses e meio. No fim, tive que procurar um advogado para fazer as coisas andarem, ele sugeriu fazer uma notificação extra-judicial, e assim foi. Uma semana depois foi liberado o contrato para a assinatura, mas não contei a parte que meu imóvel ficou com juros altíssimos mais INCC, por ter ficado 5 meses sem pagar né? Fora que o condomínio, que me disseram ser R$ 180,00 na hora da compra, ficou pela bagatela de R$380,00, que alias, […]

Continue Lendo

Quando contar pra todos?

Essa é uma pergunta que ainda me faço: qual a hora certa para todos saberem que comprei um apartamento? Eu sou supersticiosa e acredito em olho gordo, mesmo que, sem maldade, então é complicado tomar coragem. Sendo assim (hihi), só quem está junto todo dia sabe, até porque é difícil explicar porque estou atras de todos os documentos do mundo, e da onde vem esse sorriso largo com rugas de preocupação. Enfim, contei pelo menos para as pessoas mais próximas somente quando assinei a entrada dos documentos, assim que foi aprovado o crédito junto ao banco, mas ainda não sei quando vou contar para a “sociedade”, talvez quando os docs de cartório ficarem prontos, o que demora muito, mas acho que estou fazendo a coisa certa. Afinal de contas, quem sabe a hora certa de contar para todo mundo?

Continue Lendo

Um belo dia resolvi mudar

Eu casei com o Alexandre em 2012, e nossa meta sempre foi ter um vida confortável, com isso na cabeça alugamos o apartamento de uma amiga da família para morar, era em um lugar ótimo na cidade, perto dos nossos respectivos trabalhos. Maaaaas como nem tudo é perfeito, também ficava do outro lado da cidade, bem distante dos nossos pais, era antigo, a cozinha não tinha azulejo, e tinha algumas coisinhas pra fazer, mesmo assim não desanimamos, estávamos empolgados por morar juntos, acordar todo dia um do lado do outro ia ser perfeito. Então começou a saga, precisávamos reformar o apê pra deixar ele do jeito que queríamos, não tivemos escolhas, compramos material e colocamos a mão na massa, literalmente! Começamos colocando forro de PVC, pintando as paredes e colocando azulejos na parede  e chão da cozinha. Nos mudamos, e aos poucos fomos fazendo o resto, trocamos o rejunte do banheiro, colocamos piso laminado, sério, já não parece o mesmo lugar. Ahhh, a vida é e já foi tão boa nesse apêzinho, a nossa família aumentou, eis que chegou o Cash (nosso cachorro), pra alegrar nossos dias mais ainda! Mas agora está na hora de mudar, pra um lugar novo, todinho nosso. Update 2016 Esse blog começou porque compramos um apartamento novinho, mas tivemos tantos contratempos que desistimos, fiz um post explicando tudo que aconteceu, você pode ver aqui. A parte boa é que não desisti do blog, e continuo escrevendo aqui, então não foi um adeus apêzinho novo, foi só um até logo!  

Continue Lendo